Segundo o Seattle Times:

Para onde está indo a ajuda pandêmica para escolas

O departamento de educação do estado de Washington diz que os distritos escolares gastaram dinheiro de socorro até agora em suprimentos como PPE e contratos para trabalhadores extras, como enfermeiras. As escolas estaduais gastaram cerca de US $ 337 milhões dos US $ 2,6 bilhões que foram alocados para combater o COVID-19 nas escolas.

Entendeu? E aqui, nossos deputados queriam o retorno às aulas sem vacinação, se lixando para a infraestrutura, mas se contentando com um protocolo em um pedaço de papel (ou nem isso).

No ano passado, as escolas estaduais de Washington receberamuma quantia histórica em financiamento federal para suportar as despesas de educação de crianças em uma pandemia. 

Parte disso – cerca de 13% dos cerca de US $ 2,6 bilhões – foi colocado para funcionar nas escolas. Em Seattle, 104 novos funcionários escolares andam pelos corredores, monitorando as salas de quarentena e assumindo as funções de supervisão na hora do almoço. Algumas milhas ao sul, nas Escolas Públicas de Highline, cada campus agora tem seu próprio conselheiro. 

No nível estadual, os políticos têm usado parte dos fundos para financiar laptops e internet para estudantes e na forma de doações para organizações sem fins lucrativos que oferecem serviços às famílias.

Percebeu? Monitoramento constante, contratação de pessoal para verificar se as medidas de proteção estão, realmente, acontecendo. Não é só acesso a internet, mas laptops para acessar a internet, não são só máscaras, mas fiscais e enfermeiros para garantir a segurança dos alunos e funcionários das escolas.

O que não quer dizer que não haja preocupação quanto à lisura do uso desses recursos:

Mas ainda há dúvidas sobre como uma grande parte desses fundos será gasta. O Departamento de Educação dos Estados Unidos reteve centenas de milhões de dólares em ajuda a Washington até que o estado possa fornecer um plano satisfatório para gastar o pacote de ajuda mais recente, no valor de cerca de US $ 1,7 bilhão. Especialistas dizem que os federais estão buscando mais transparência pública sobre como as escolas planejam gastar o dinheiro.

Se percebe que há programa, há execução e há fiscalização. E o que temos no Brasil? Negacionismo federal e apoiadores do governo federal que não fazem a mínima ideia de como seja uma escola pública.

Fonte da imagem: https://www.flickr.com/photos/djwudi/178534731/