Como regra, o governo deve intervir na economia apenas quando for estritamente necessário. Uma pandemia imprevisível é um desses casos excepcionais. A preservação da vida dos cidadãos precisa ser a prioridade do Estado, e, no caso do coronavírus, as evidências da medicina apontam para a necessidade de restrições à circulação de pessoas, embora o grau de intensidade dessas medidas seja alvo de debates.

A pandemia do coronavírus exige medidas excepcionais – Instituto Monte Castelo