Não é verdade que Cuba tenha desenvolvido uma vacina para o novo coronavírus, como afirmam publicações que circulam redes sociais (veja aqui). O país fornece FNrec (Interferon alfa 2B) para a China, um dos remédios usados no tratamento de infectados, mas o medicamento é um antiviral –não uma vacina– e não é novo –já é utilizado há anos no tratamento de outras enfermidades, como hepatite C.

Cuba não desenvolveu vacina para o novo coronavírus | Aos Fatos