Sob os termos do acordo, “o Talibã não permitirá que nenhum de seus membros, ou outros indivíduos ou grupos, incluindo a Al-Qaeda, use o solo afegão para ameaçar a segurança dos Estados Unidos e de seus aliados”.

“É um primeiro passo decisivo e histórico em termos de reconhecimento público de que estão rompendo laços com a Al-Qaeda”, disse uma autoridade americana.

Saudando a “melhor chance de paz em uma geração”, Mike Pompeo pediu ao Talibã que “cumpra a promessa de romper com a Al-Qaeda” e não “declare vitória”.

Acordo é assinado e EUA deve retirar tropas do Afeganistão Os Estados Unidos e o Talibã afegão assinaram, neste sábado (29), um acordo histórico em Doha, que abre caminho para uma retirada total das tropas americanas após 18 anos de guerra e negociações de paz interafegãs sem precedentes. Leia mais »