A GEOPOLÍTICA DO CORONAVÍRUS

Geopolítica, um termo muito usado e pouco compreendido corresponde a uma relação de forças entre agentes políticos de longo prazo, notadamente estados, e por isso têm maior estabilidade em suas ações e, portanto, previsibilidade. Só que por vezes, elementos novos e imprevisíveis, como um vírus que se transmite globalmente, pode criar novos cenários.

Quanto ao coronavírus, ainda não se sabe se é o caso. Ninguém nega a pandemia e sua rápida expansão pondo em risco a vida de milhões de pessoas, centenas já mortos e milhares infectados, mas os riscos de que se fala vão além, levando a posições extremas entre as nações, como um possível isolamento da China e, pior, o surgimento de conflitos internos ao país já assolado por diversos protestos. Neste momento, apenas podemos torcer pelo avanço científico, o que parece já estar acontecendo com a descoberta de uma nova vacina em Hong Kong, cuja ironia histórica, é a província que tem sido duramente reprimida pelo poder central de Pequim.

Nesta hora nos lembramos que outra grande ameaça é a disseminação da ignorância, como o movimento antivax e vários outros de pseudociência.

Para aqueles que buscam conhecer o assunto, o artigo abaixo vai além:

https://geopoliticalfutures.com/the-geopolitics-of-the-novel-coronavirus/

Anselmo Heidrich