Hoje, dia 10 de outubro de 2019, anotem aí… Foi um marco na minha vida. Poucas pessoas poderão se vangloriar de um feito como o meu. Realizado por MIM, sem ajuda de NINGUÉM! Só eu e minhas circunstâncias, como diz o outro… O negócio vai pro meu currículo de realizações pessoais, o Linkedin já tá bombando. Quando escreverem minha biografia… Melhor! Na lápide, na minha lápide estará lá gravado na rocha:

“Aqui jaz Anselmo Heidrich, o homem que grampeou o próprio dedo.”

Invejem, caros mortais. Quem no Sistema Sola… Não! Na Via Láctea! Isso, nesta nossa dimensão, melhor! Seria capaz de tal feito?! Quem? Quem? QUEM?! SOLAMENTE YO QUE VOS HABLA!

Acontece que hoje … (Tudo tem um contexto e atenuantes, não riam que foi sério.) É dia do lixo ser recolhido e eu, com meu tempo exíguo fui guardar os saquinhos e para facilitar a vida de nossos servidores públicos, os lixeiros, que estes trabalham de verdade… Aproveito e os coloco dentro de um saco maior, o da ração dos cães, saco de 15, 20 ou 25kg, varia, mas este era um menor, de 15kg e como ficou meio apertado, dobrei a borda e grampeei. Como os grampos tinham acabado no meio da lida, fui carregar a munição e sabe quando o conjunto de grampos se parte? Daí fui lá eu (CLARO QUE TEM QUE EXPLICAR, PODERIA ACONTECER COM QUALQUER UM CARALHO!) Daí fui lá eu colocar de novo no aparelhinho e para não perder o timing (sim, se não desandava de novo) apertei com força, destreza e agilidade ímpares! Só que… Só que… Como diz aquele famoso poema “tinha um dedo no meio do caminho, no meio do caminho tinha um dedo”. Bem, pra encurtar a história, não fiz um selfie e sei que muitos não acreditarão na história porque poucos têm a capacidade de se aventurar com tais tecnologias modernas superando sua condição primitiva de empacatodares normais. Eu superei meus medos, eu me atrevi e fiz o que fiz, um belo de um dedo indicador esquerdo inchado.

Mas não há de ser nada, como hoje em dia não há merthiolate (coisa dessa 🇺🇳ditadura🇺🇳gay🇺🇳globalista🇺🇳 que nos quer sensíveis e inaptos ao saber estóico) fui de repelente mesmo. Taquei-lhe uma boa dose até arder e matar tudo para cobrir minha cicatriz com um band-aid.
Antes de você imprimir e emoldurar, lembre-se:

ISTO NÃO É PARA QUALQUER UM!

Boa noite,

Anselmo Heidrich🏴

PS: Não, não tirei foto, tava com o dedo latejando demais pra pegar num diabo dum celular.