“Sinto-me seguro assim, não vão me fazer acreditar que as rebeliões no Ceará não foram planejadas pelo PT…”

Anda rolando aí a teoria de que o governo petista do Ceará anda empenhado em insuflar as revoltas no estado para imobilizar o governo federal, o governo Bolsonaro, porque uma vez tendo que declarar intervenção federal todas as reformas necessárias e urgentes para o país ficariam paradas e, caso seja mal sucedido, Bolsonaro será posto em cheque pela população.

E aí procede, produção?

Não, isto não passa de teoria da conspiração. O que ele diz é verdade, mas o caos existe muito antes das eleições, antes mesmo do nome Bolsonaro ser viável para qualquer coisa. As rebeliões começaram quando um coordenador dos presídios lá do MT (não sei como se chama esse cargo), responsável por enfraquecer as facções as colocou misturadas nos pavilhões diminuindo seu poder. O governador cearense iria utilizar esta estratégia, portanto não faz nenhum sentido enfraquecer as facções para fortalecê-las. E de mais a mais é muito louco isso de ferrar com o próprio estado, seu governo inclusive, o que diminuiria suas chances de reeleição só para, indiretamente, prejudicar o governo federal que, diga-se de passagem, não depende tanto assim da opinião pública cearense. Ah! As reformas… Quem esperou tanto por elas, não ficaria mais impaciente por alguns meses, ainda mais que o povão não tem a menor ideia do que vem a ser a mais importante de todas, a reforma da previdência. Sinceramente, a Direita está tão louca quanto a Esquerda de divulgar estas teorias fantasiosas.

Mas e o risco de insucesso pondo o recém eleito governo em cheque?

Quer saber? Se Bolsonaro não tiver competência para isso com todo o aparato de segurança nas mãos, com todo estado maior das forças armadas ao seu lado pede pra sair e CHAMA O TEMER DE VOLTA porque a intervenção federal do RJ sobre seu governo foi bem sucedida.

Como eu acho que o Bolsonaro conseguirá, não vejo problema nisso. É alarde de quem não se tocou que as eleições acabaram e ao invés de propor algo e cobrar deste governo só vive do passado e atribui ao PT um poder maior do que ele tem.

Sim, o PT continua um problema, mas um problema menor do que a estrutura burocrática e jurídica de nosso país, que nos obriga a extraditar um terrorista internacional direto da Bolívia, porque o nosso próprio Supremo Tribunal Federal não é de confiança.

Daí só tomando Dreher mesmo…

Anselmo Heidrich
14 jan. 19