Depois do assassinato de Moro, Negri e Piperno foram processados e injustamente condenados a cumprir sentenças de prisão, que acabaram sendo revertidas. Intelectuais, de modo geral, não sujam as próprias mãos. Os líderes autonomistas não integravam as Brigadas Vermelhas ou a Prima Linea — e, portanto, não deram as ordens que resultaram em atos de terror. Eles apenas ensinaram a seus jovens seguidores, alguns dos quais viriam a militar nas organizações terroristas, que a violência é necessária, eficaz e bela. A responsabilidade deles não era criminal, mas política e moral, algo que jamais tiveram a decência de reconhecer.

via Nas franjas do Black Bloc – Jornal O Globo

Baita texto de Magnoli apontando as raízes intelectuais dos movimentos e ativistas anarquistas e da “ação direta” que incendeiam o patrimônio público e privado e ameaçam as pessoas nas cidades, sobretudo quem discorda de sua ação fascista, essa sim verdadeiramente fascista.

Um adendo, não é de hoje que Demétrio Magnoli tem sido o melhor comentarista da cena política e social brasileira. E isto, além do estilo refinado e elegante porque vai além da mera denúncia moral, mas acrescentando a esta uma anatomia do câncer ideológico e sua genealogia. Boa leitura.

Boa leitura, mais um ponto para ter asco daqueles que do conforto de suas salas de aula usam idiotas como escudos humanos para sua insanidade.

Anselmo Heidrich