Sabe aquele amigo que gosta de criticar “o Estado”, como um ente abstrato gerador de todas as mazelas mundiais, seja ele um anarquista de esquerda ou um anarco-capitalista de direita? Pois é… Diga a ele estudar e comparar as constituições dos diversos países no globo para entender que isto, o estado pode ser tão diverso quanto são as culturas e que tratá-los genericamente não passa de pura mistificação.

Um exemplo didático:

Luiz Philippe de Orleans e Bragança

O drama que vivemos hoje no Brasil não aconteceria na Suíça. A constituição da Suíça da poder ao povo suíço e disso vem toda a cultura de não dependência do Estado. Feita em 1848 ela já tinha o que em 2017 precisamos desesperadamente no Brasil. Esses dois artigos suíços nos salvariam:
Artigo 5: Regra da Subsidiariedade
O principio da subsidiariedade deve ser observado para dar poderes ao Estado.
Artigo 6: Responsabilidade Individual e Social
Toda pessoa é responsável por si própria e, de acordo com suas habilidades, contribui nas tarefas do Estado e da sociedade.

Anselmo Heidrich