Um dos assuntos mais caros aos entusiastas da liberdade é ou melhor, deveria ser… O Ensino Domiciliar, mais conhecido por homeschooling, que nada mais é do que o direito de pais e responsáveis ensinarem seus filhos em casa. Já adotado em vários países, nos EUA há a legislação mais liberal (em 25 de seus estados), na qual não se pede nenhum tipo de comprovação de programa curricular ou exame para testar o nível de ensino apreendido (confira no quadro abaixo):

educacao-domiciliara12via País já tem pelo menos 6 mil crianças sendo educadas em casa pela família – Educação – Estadão

Só que no Brasil, o tema ainda é tabu, um verdadeiro tabu estatal, para o qual configura um atentado à Constituição, como se somente a Educação Pública fosse capaz de fornecer o ensino necessário e adequado aos estudantes. Além de ser tratado como inconstitucional perante a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), a Educação Domiciliar também é visto como sendo uma prática anti-ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) sendo tratada como abandono intelectual! Enfim, em um país que figura entre os piores em violência escolar, em um país com déficits de salas de aula (que estão cada vez mais superlotadas por conta disto), em um país com programas pedagógicos equivocados e anti-meritocráticos como a progressão continuada, mais conhecida por “aprovação automática”, em que se torna cada vez mais difícil a reprovação de alunos igualando os que se esforçam aos que não merecem a passagem de ano, a atitude de pais interessados na boa educação de seus filhos é vista não apenas como errada, mas criminosa. Temos que lutar contra isto!

Pensem e divulguem esta ideia aos seus contatos.

RL