Alguém ainda acredita que para ter uma educação de qualidade basta aumentar o investimento no setor? A relação investimento/resultado abaixo prova que não. Algo que educacao-v-estadotem que ficar claro é que não basta aumentar gastos com educação sem um plano consistente para a alocação de recursos. Gastar mais, como costumeiramente se faz no Brasil não passa de inflar burocracias ou os ganhos do pessoal que não se encontra em salas de aula. Além do mais, não adianta pagar mais para profissionais da educação se isto não for acompanhado de um processo de monitoramento dos resultados de seu trabalho, isto é, não adianta aumentar a renda nivelando por igual quem produz mais e quem se mantém estagnado. Para um plano desses ter consequências, se faz necessário ter metas e métodos, inclusive de avaliação dos profissionais envolvidos e não somente dos alunos. Se quisermos modernizar o estado desenvolvendo um sistema de educação, a inspiração e respostas não estão na perpetuação dos vícios do setor público.

 

RL